Textos

FLOR - A TRILOGIA
FLOR DA VIDA
(Rosalvo Abreu)

A coroa que agora brilha
Uma funesta luz profunda
Nos ensina nova trilha
Para a vida nesse mundo

Sucumbimos à fúria consumista
Do degelo ao desmatamento
Do egoísmo ao afastamento
Numa emboscada tão prevista

O descaso com o outro
Era tão grande...
Que parecia um avalanche
Onde além do meu
Nada mais importa
    - Se lama de cobre
    - Se a fome te mata
    - Se a Bala de abate
    - Se vives de qualquer forma
A mim, ao lucro
e ao mercado não incomoda

Agora no grito da morte
E no distanciamento social
Tomara que nos abraçemos
- Se tivermos sorte!

(Título e ilustração de Caó Cruz Alves)

*******

FLOR DO TEMPO
(Rosalvo Abreu)

Em tempos
de desaceleração
quando nos caracolizamos
e tragamos o tempo,
teremos a chance
de enxergar o inverso
para entender o homem
como um ponto
ínfimo e instável
no universo.

Nada mais...

Amanhã navegaremos
em novos oceanos
e de novo
nos encantaremos
com uma linda flor.
                    [a vida]

A primeira flor...

E o novo mundo
vai novamente girar
s i l e n c i o s a m e n t e
no plasma universal.

(Imagem: desenho de Caó Cruz Alves na fotografia de Ângela Peroba)

*******

“Tenho otimismo, tenho esperança; e como o futuro comporta várias coisas - como o futuro comporta, talvez, todas as coisas - acho que a épica voltará para nós”    
                                        - Jorge Luis Borges -


FLOR DA ESPERANÇA
(Rosalvo Abreu)

Gosto do futuro
mais que do passado
e o presente me diz isso.

Lá onde já estive
a ação não existe mais,
encontra-se fechada
com o que foi possível.

E o agora me leva
para o próximo instante.

É na próxima estação
que terei todas as possibilidades.

O abraço,
o beijo, o perdão,
a esperança
e a vida moram lá
de forma aberta
e aguardando nossas atitudes.

O hoje foi o futuro de ontem.

Só existe futuro...
Ele será o presente
Do próximo instante,
uma terra onde sempre
queremos chegar.

O presente é grandioso
porque nos conduz
às possibilidades
e à esperança,
mas é um ponto
fugaz e instável,
onde existimos
e morremos.

O presente é vital
porque nos prepara
para o futuro.
E é lá
que comporta
todas as coisas.
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 21/03/2020
Alterado em 21/03/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários