Textos

ASTERÓIDE FT3
Meia lua e clarão no céu
rasgando os meus presságios
Fui bem devagar
com medo de sumir
Fui para o Tororó morrer
de sede ou de prazer

Vi a fé desfilar
com seus segredos
sutilmente requebrando
com suas saias no joelho
e sorrateiramente
o gato da janela espiando

E sempre o espanto
o grito do desespero
ao sentir na varanda
um grande tsunami
da cauda do cometa
             - passando

E no outro lado da rua
a estrela morena
          - a brilhar
aumentou o desejo de ficar
ao imaginar quase nua
a sua branca silhueta
               - a desfilar

Entre boatos
e verdades
estou ficando
paranoide...
De megatons
ou de prazer
escolhi o Tororó
para matar minha sede
               - de beber -
ou o medo de asteroides
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 04/10/2019
Alterado em 04/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários