Textos

BRASILIDADE

Vi narrativas vivas
enquadraras no silêncio
das cores de um povo

                  Surrealistas
      Expressionistas
Cubistas

Natureza vivente
nas diferenças de um gente
sofrida - angustiada
nas roças
nos pátios das fábricas
ou nas cidades

E a Pólis era a expressão
desejada dos ares tropicais

As pedras inanimadas
ganhavam nomes
tornavam-se falantes
nos delírios da infância

E as cores matizavam
tons verdes, amarelos
                     e azuis
na beleza da tua retina

(Homenagem à Tarsila do Amaral)
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 14/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários