Textos

APRENDENDO A TE AMAR


O que poderia te falar agora...
se no meu rosto
ainda saboreio a tua lembrança
e se na medida certa encontramos
a nossa distância?

Suplico-te paciência
nesta justa medida,
pois se aproximares demais,
perderei a razão

E a vida?
É este jogo entre
o sim e não

Sei que é difícil,
mas para não te perder,
silenciosamente
preciso ser teu amigo
e na tua vida
discretamente existir
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 21/07/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários