Textos

BRASILIDADE

Narrativas vivas
enquadraras no silêncio
das cores de um povo

Surrealistas
Expressionistas
Cubistas

Natureza vivente
nas diferenças de um gente
sofrida, angustiada
nas roças
ou nos pátios das fábricas

E a cidade é a expressão
necessária dos ares tropicais

As pedras inanimadas
ganhavam nomes
Tornavam-se falantes
nos delírios da infância

E as cores derramavam
tons verdes, amarelos
e azuis

(Homenagem à Tarsila do Amaral)
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 11/06/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários