Textos

TRANSCENDÊNCIA


Oração
Altruísmo
Fraternidade

Não deveria morrer
quem viveu doando-se
ao outro

Quem foi casto
num gesto de entrega
ao bem comum

Não deveriam morrer
Pai - Mãe - Irmão
e quem amamos

Não deveriam morrer
os bons e os inocentes,
também

Mas morrem!
Morremos todos
Numa apoptose total
igual a rosa do deserto

Morrer é da vida
Como a sombra
é da luz

Mas o fluxo vital
Continua vivo
de geração em geração

O amor
essa faísca
que acende a vida
continua vivo
há tempos imemoráveis


(Homenagem poética ao amor - Tia Madre, Benedita Abreu - In Memoriam)
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 04/06/2019
Alterado em 04/06/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários