Textos

INSTANTES

Passam os carros
Passam os ônibus
Passam as bicicletas
e na passarela
passam as pessoas
na frenética manhã

Naquele instante
vejo a bifurcação
e a buzina soa insolente
em cima de mim

Segue um silencioso
e instantâneo voo
até o beijo ao asfalto
que surge à minha frente

Naqueles segundos,
Passa a vida
Passa a saudade
Passa a infância
e sinto frio agora

A manhã é chuvosa
e acontece
uma diferença
estática
na minha realidade

Um moço me cobre
com sua jaqueta
e o outro abre
seu guarda-chuva
sobre mim

O trânsito para,
as pessoas espiam
e a sirene se aproxima
rapidamente

O tempo é calmo e frio
e a minha vida congela
ali no chão
Não entendo nada...

E a bike mostra
sua impossibilidade
quase total
de seguir rodando

Do outro lado
um cão de rua
observa atentamente
o movimento incomum

E a gratidão
sopra meu espírito
que continuará
seu caminho

E um novo
amanhecer acontece
sob os raios amarelados
que quebram o silêncio
das folhas

(Celebrando a vida com Gabi)
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 23/05/2019
Alterado em 23/05/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários