Textos

VIDA RARA

Agora,
vou ver o mar
Nadar na natureza pura
Pureza, beleza
Passear na imensidão
como um sóliton
solto na vida
Vida rara
nada de solidão

Igual ao peixe
a envergar a vara
me curvarei para o espanto
do desconhecido
visto desta ilha
dos nossos saberes

E curtir a brisa da vida
Vida complexa
mas rara, vida bela
como o canto da sereia
e sua magia

Adoro sentir o teu corpo
rolando na areia
em noites de paixão
Somos poeira estrelar
que virou poesia
Rara, rara, vida!
Vida, vida, vida
bela e rara
Antes do “silêncio mineral”
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 21/05/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários