Textos

ALEGRIA DOS VENTOS

No parque dos ventos
Nem me lembro
Do tempo que
Empinava pipas
E soltava risos à toa
Na Boca do Rio

Todos numa boa
Num momento tão sútil
Bela raridade
Sublime cântico
Em um encontro tão raro
Na suave brisa do Atlântico
Na Boca do Rio

A rosa do ventos
Na dança ancestral
Dos tupis e guaranis
E o alvo tão raro
Do encontro dos Rosalvos
Na Boca do Rio

Perdeu quem não viu
A alegria do vento
Naquela manhã
E o ponto vermelho no céu
da pipa que subiu, subiu...
Anunciando o raro encontro
Na Boca do Rio
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 01/05/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria: Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários