Textos

ENTRE TANTOS AIS

Olha aí!
a realidade tão dura,
os ais
tão entranhados nas montanhas,
nos vales
e nos rios de Minas Gerais

E vidas se vão enlameadas
submersas
em dejetos minerais

E a cobiça é explicada
de novo
nos relatórios reluzindo ouro

E os vagões seguem
rasgando as serras
carregando mais que pedras...
transporta nossas dores
e nossos corações

E do mais profundo da terra
no subterrâneo de tantas vidas
larvam-se o pranto
explodindo em preces e orações

(Brumadinho-MG, 25 de janeiro 2019 - Homenagem poética)
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 26/01/2019
Alterado em 26/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários