Textos

PALAVRAS EM CHAMAS

Galopava no ritmo do tempo
O livro de folhas em chamas
Trazia a aurora e seus ardis
Era a poesia escrita em fogo
Que ardia em metáforas sutis

Salvando-me das mesmices
Fui beijado - beijo de língua
Nesse tempo sempre líquido
Onde moro e morro à míngua

Extasiei-me no Apocalipse
Provei desse gole colorido
Das realidades coroídas
Prenúncio do novo paraíso

A poesia gritava ao novo mundo
E a palavra em mim - ressurreição
Onírica alusão em sangue de fuzis

Varrendo das cidades a desilusão

 
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 21/09/2018
Alterado em 22/09/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários