Textos


ARCO-IRIS

Hoje saí para pescar
Num pequeno barco
Na imensidão do mar

Joguei a rede do meu olhar
Que se perdeu na vastidão
Das vagas desse sereno mar

De repente a explosão em cores
Revelam as Atlântidas perdidas
Submersas na profundeza do mar

Passeio sob um prisma de cores
Que como arco jorra no horizonte
Colorindo os céus dos sete mares

Naveguei nos sete mares
Tive amores
Vi horrores
Das sete cores fiz multicores
Ouvindo sete notas musicais

E a Bahia sente-se protegida
Sob as cores e as bençãos
Da alegria, da fé e dos orixás


(Fotografia: Dr. Almerio Júnior. A Bahia é poesia: é uma grande verdade. A sensibilidade e os olhos poéticos de Dr. Almerio Júnior captaram essas lindas imagens próximo ao forte de São Marcelo - cidade baixa - e o dia só amanhecia. Obrigado por ceder imagens que tão bem representam a nossa bela Salvador)
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 28/01/2018
Alterado em 28/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de ROSALVO ABREU). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários