Textos

ANJO TORTO

Numa noite qualquer
Desceu um anjo...

Um anjo quase torto
Veio em noite escura
Antes do amanhecer

A nossa humanidade
Aprofundou o desamor

Trouxe lágrimas
Trouxe gemidos
Trouxe desilusão
Trouxe mais dor

Viveu em meio aos prantos
Imóvel pela sua própria dor
Carregando as suas feridas
Pútridas-profundas-com odor

Num
Verão
Qualquer
De janeiro
Partiu logo cedo
Penso que sem medo
Levando sua imensa dor


 
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 24/01/2018
Alterado em 25/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários