Textos

A RAZÃO DO TEMPO (II)
 
O tempo cravou seus dentes em mim
E ano após ano ele vai me devorando
 
Sei que ele me detêm
Mas, não me subjugo
 
Invisto-me do passado
E reinvento um futuro
 
Como uma presa entregue ao destino
Vou me consumindo bem devagarinho
Buscando a eternidade em mim!
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 14/01/2018
Alterado em 14/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários