Textos

COTIDIANO

Hoje
Carne de segunda
Servida na sexta
Não é atraso
É luxo

E a boca não desembucha
Somente
Morde meio dia o bucho

Na vida,
Desesperada é a espera
Que não se completa
Quando a esperança
Desesperadamente
Anda meio manca

Tô chegando!
Dito na partida
Inspira a ida
De quem não sabe
Se vai ou se fica

Vencendo as manhas
Das manhãs
O amanhã será
Um lindo dia
Espero!
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 12/01/2018
Alterado em 12/01/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de ROSALVO ABREU). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários