Textos


DESVER

Eu vi
Mais não enxerguei...
O teu brilho ofuscou
A minha retina.

Mas havia algo
Que precisava ser visto
E nisso morava o segredo.

A vontade de ver o enrredo
Daquilo que parecia ser,
Fez-me te desvendar por inteiro.

E quando verdadeiramente
Te enxerguei,
Desfiz o meu enganoso entender.
Rosalvo Abreu
Enviado por Rosalvo Abreu em 18/11/2017
Alterado em 18/11/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria Rosalvo Abreu). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários